A garota que não sabia amar

ae6d23e1479394b5ea8dcfadee4ec6c0

Ela dizia que o amor era bobagem e que não estava nem aí para relacionamentos duradouros. O que ela queria era mesmo ficar livre e não se prender a nada e a ninguém. Sempre com o mesmo discurso de que não sabia amar, ela não se entregava a ninguém. Hoje era o carinha do cursinho, mas amanhã já poderia ser o colega da sua rua. Ela fazia o que queria. Naquele dia, na balada, resolveu dançar. Num open bar de que ela nunca mais irá esquecer. Porém esqueceu de que não sabia amar e apenas naquele dia amou. Conheceu um cara lindo, galã de novela e que poderia mudar a sua vida naquele momento. Deixou se entregar pelo caramelo dos seus olhos e foi. Dançou um xote de rosto colado e naquele dia sentiu um frio na barriga que jurava nunca ter sentido antes. Suas amigas não a reconheceram, pois não era de ser daquele tipo de mulher que se derrete por qualquer um que chega perto. No outro dia, teve uma ressaca de amor. Não lembrava que amou e muito menos que o beijou. Mas lembrou do cheiro e da dor de cabeça de não queria deixá-la saborear a beleza do dia seguinte.

Por nunca sentir algo assim, a garota esqueceu-se de pegar o numero do rapaz, até por que ela era uma moça de uma noite só. Mas esqueceu de que passou o seu numero para o rapaz dos olhos de caramelo. Ele, sem saber da sua fama de amores instantâneos, ligou logo no dia seguinte. E no meio daquela ressaca de amor, ela atendeu sem saber quem realmente era do outro lado da linha. Atendeu ainda com voz de sono e ouviu um: “Como está, minha linda?” sem ainda reconhecer aquela voz, e se perguntando de quem era aquela numero desconhecido, respondeu com  toda a educação que mamãe ensinou falando que estava tudo bem. O rapaz insistiu na conversa e perguntou quando poderiam repetir a dose de ontem. Ela, sem entender o que tinha se passado na noite anterior, respondeu que em breve. A garota que ainda não estava a reconhecer aquela voz suave e ao mesmo tempo em que passava uma segurança, pediu que ligasse mais tarde para poderem marcar um local para o próximo encontro.

Assim que desligou o telefone, ligou para as amigas e pediu que elas explicassem o que havia acontecido na noite anterior. Surpresa com o que ouviu das amigas, resolveu retornar a ligação e logo marcar um encontro com o rapaz. A garota que não sabia amar finalmente resolveu se entregar e investir em alguma relação que passasse de 24 horas. Marcaram num café próximo a sua casa e parece que a conversa fluiu, pois hoje eles têm uma filha e vivem numa casinha com seus bichos de estimação.

Post Author
Bianca Rocha
Aquariana e bipolar, moça da cidade mas que passou a maior parte da vida na interior. Hoje, depois de muitos desencontros com o que seguir profissionalmente, estuda jornalismo e gosta de ouvir histórias iguais as que o seu pai contava quando ela era pequena.

DEIXE SEU RECADO USANDO UMA DAS REDES SOCIAIS

Ancorada no Instagram

Junte-se a nós no Instagram