Encontrando o brilho nos olhos de outro alguém.

 

Sempre nos deparamos com situações que envolvem desilusões amorosas. Seja um valor empregado a alguém que não é capaz e, tampouco, digno de recebe-los ou por lembranças que retornam para julgar aquilo que fizemos ou não durante aquela “relação” que achávamos que seria a eterna e correta. Entretanto, o destino vêm provando que coisas inusitadas podem ocorrer e que, acima de tudo, podemos ainda acreditar no amor. Como de costume irei retratar uma história com a finalidade de refletirmos de uma forma mais interessante ou clichê. (Toda história de amor tem suas partes repetitivas e as minhas são aquelas em que as pessoas decepcionam-se e acordam para vida.)  Julieta, uma garota que havia a sua idade e que tinha um coração enorme. Apaixonou-se por um rapaz atencioso, carinhoso, que possuía palavras doces e que trazia-lhe um brilho nos olhos extraordinário. Entretanto, essas qualidades só existiam por um único interesse: O sexo. É complicado de acreditar, mas ela foi enganada apenas para ser um objeto de uso. Julieta encarou a situação com aquele rapaz como um sinal de que ela não era boa o suficiente para ter alguém. Porém, em um belo dia ela conhece um outro rapaz atencioso, carinhoso e que possuía palavras doces, mas não quis acreditar que a conduta daquele rapaz era realmente essa. Ela desacreditou no amor e não permitiu-se viver um novo momento. A verdade, para Julieta, era que seria impossível encontrar alguém capaz de restabelecer o brilho dos seus olhos. Ela desviou-se da oportunidade de ser feliz! O que estou tentando retratar com essa história é que devemos agir diferente de Julieta. Devemos acreditar no amor e partirmos a procurar de encontrarmos o brilho nos olhos de outro alguém. As oportunidades foram feitas para serem aproveitadas. E se não der certo? Continuaremos a tentar! O que não pode ocorrer é desistirmos na primeira tentativa e esquecermos que a vida foi feita para aprender e que os erros são feitos para tirarmos aprendizados. Seja lá qual for! Um erro é passageiro, mas seu aprendizado é eterno. Os erros marcam as nossas vidas e essas marcas nos fazem agir de uma forma diferenciada. Desacreditar é para os fracos, pois os fortes vão a luta. E se não der certo? Continuaremos a tentar!

 

Post Author
Murilo Ferreira
Seminarista em Teologia que traz consigo uma fixação por aconselhamento pessoal com ênfase na parte sentimental. Suas paixões são divididas em duas partes: As concretas — Deus e Família, e às abstratas — Viagens, Praias e tudo aquilo que envolve o auxílio ao próximo. Criador de uma FanPage denominada de Eterno Amor Meu na rede social Facebook.

DEIXE SEU RECADO USANDO UMA DAS REDES SOCIAIS

Ancorada no Instagram

Junte-se a nós no Instagram