Se não consegue deixar ir, prossiga só.

A maior decepção é não saber admitir que o fim já bateu na porta. Inúmeros relacionamentos não são bem sucedidos por conta da comodidade. Acostumei-me com a presença que é difícil deixar sair da minha vida. Esse é o maior erro! Todo ser humano é dotado de autoestima e, consequentemente, vai agir de acordo com ela. Mas o que nem todos sabem é que, em determinadas situações, você deve libertar-se daqueles indivíduos que não acarretam mais coisas boas para você. Vale a pena realmente continuar com algo quando parece não esta caminhando para frente? A resposta é simples e objetiva: NÃO. Mas e os momentos bons? Eles são apagados quando atitudes que machucam são tomadas por aquelas pessoas que depositamos um sentimento forte. É complicado, mas é a realidade. Não vale perder o tempo de ser feliz por viver sujeito à vontade da outra pessoa. Não compre pedras preciosas se você pode explorar para encontra-las. O que quero dizer é que se você não consegue deixar ir, apresse e siga adiante só. Não é complicado, é desapego! Desapego não é ser frio, mas é ter cuidado com seus sentimentos e, principalmente, com as suas emoções. Frustrações só geram frieza e, consequentemente, a perda da expectativa e confiança em novas experiências. Desapegue enquanto há tempo. Afinal, depois as lamentações vêm trazendo consigo sentimentos de desprezo à autoestima. Se não consegue deixar ir, prossiga só.

Post Author
Murilo Ferreira
Seminarista em Teologia que traz consigo uma fixação por aconselhamento pessoal com ênfase na parte sentimental. Suas paixões são divididas em duas partes: As concretas — Deus e Família, e às abstratas — Viagens, Praias e tudo aquilo que envolve o auxílio ao próximo. Criador de uma FanPage denominada de Eterno Amor Meu na rede social Facebook.

DEIXE SEU RECADO USANDO UMA DAS REDES SOCIAIS

Ancorada no Instagram

Junte-se a nós no Instagram