Só ria, sorria de verdade

d42648211e12e3aa3f2a088bff801797

Sou extremamente apaixonada por sorrisos e principalmente por sorrisos que surgem do nada. Ando sorrindo à toa, até de um vento que passa quando estou na beira do mar a admirar o quanto é maravilhoso estar nesse mundo cheio de belezas. Sorrio pelo simples fato de estar viva e poder conviver com quem amo. Já me peguei chorando e quando menos esperei já estava sorrindo novamente. Quem tem um sorriso tem tudo! Quem consegue arrancar sorrisos é mais rico ainda.

Poucos dias atrás, tive motivos de sobra para chorar. Mas no final de tudo, tive mais motivos para sorrir do que qualquer outra coisa. Pra que melhor sorriso do que aquele que vem depois da realização de um dos seus maiores sonhos? Ou até sorrir depois de um beijo. Sorrir pelo simples fato de presenciar um gesto bonito.

Existe melhor coisa que sorrir? Sorrir por coisas e razões simples são melhores ainda.

Sorrir quando só se tem vontade de chorar é sinal que pode vim uma manada de elefantes para tentar te atropelar, mas você irá sobreviver a ela, e tudo no final terminará bem.

E quando se tem motivos de sobra para sorrir é melhor ainda! Já imaginou como é bom fazer alguém sorrir? Pode ser com uma piada ruim, ou até mesmo com um  gesto. Experimente sorrir aleatoriamente para alguém na rua, se essa pessoa lhe sorrir de volta, será algo magnifico. Sorrir para uma pessoa sem ela pedir nada em troca é muito bom!

Portanto, sorria sem querer querendo. Mas sorria mesmo! Dê gargalhadas sem vergonha, afinal seja feliz. A vida é muito curta para ser levada tão a sério. Por isso, o sorriso é tão importante para todos.

Sorria do nada. Sorria à toa. O que importa realmente mesmo é você sorrir. Sorria para a criança na rua, para o vendedor de balas, para o cachorrinho abandonado.

Sorria, só ria… Sejam extremamente felizes. Busque a felicidade. Busque o sorriso. Mesmo que todos os motivos ao seu redor não leve a nenhum sorriso, sempre há algum para você mudar de ideia.

Post Author
Bianca Rocha
Aquariana e bipolar, moça da cidade mas que passou a maior parte da vida na interior. Hoje, depois de muitos desencontros com o que seguir profissionalmente, estuda jornalismo e gosta de ouvir histórias iguais as que o seu pai contava quando ela era pequena.

DEIXE SEU RECADO USANDO UMA DAS REDES SOCIAIS

Ancorada no Instagram

Junte-se a nós no Instagram